COOKIES
Utilizamos apenas os cookies essenciais para o funcionamento do nosso site. Ao continuar navegando você está ciente desta condição.
OK
Museu Vale terá nova sede no Porto de Vitória

A nova sede do Museu Vale será instalada no Armazém 4 e no prédio anexo do Porto de Vitória, no Centro da capital. O Instituto Cultural Vale e a Vports, responsável pela operação do porto, assinaram na última semana um acordo para viabilizar o novo espaço cultural capixaba.

O armazém e o prédio anexo, que terão área total de 3.400 metros quadrados, ficam próximos ao Palácio Anchieta e passarão por reformas e adequações para receber o museu. O espaço será totalmente modernizado, ganhando uma reestruturação territorial, paisagística, econômica e social. Os detalhes serão definidos após a conclusão dos projetos em andamento.

“A instalação do Museu Vale no Porto de Vitória, uma região que faz parte da trajetória da Vale e de onde o visitante poderá avistar a antiga Estação Pedro Nolasco, reforça a atuação da empresa de se manter conectada à história do Espírito Santo e proporcionar o acesso à cultura e ao lazer para os capixabas, contribuindo também para a revitalização do centro da cidade” destaca o diretor presidente do Instituto Cultural Vale, Hugo Barreto. “O Museu chega aos 25 anos mantendo sua vocação para a educação e, com sua atuação extramuros, democratiza o acesso à arte e mobiliza diferentes públicos”, completa. 

A expectativa é que a nova sede seja aberta ao público a partir de 2025, com nova museografia e incluindo uma parte contando a história do porto. Dessa forma, o Museu Vale manterá seus três eixos de atuação: o acesso à arte contemporânea, a promoção da arte-educação e a memória e preservação histórica.

A localização é simbólica, afinal, as operações da Vale no Espírito Santo começaram no Porto de Vitória. A conexão com a paisagem da baía de Vitória também será mantida. Até a inauguração do novo espaço, o Museu Vale manterá sua atuação extramuros.

“Para nós, da VPorts, a parceria que traz o Museu Vale para o Porto de Vitória é mais uma materialização do nosso compromisso com a sociedade capixaba, não só do ponto de vista do desenvolvimento econômico, mas também na valorização e no reconhecimento da cultura e de seu potencial transformador. Tudo isso dentro de um contexto que está alinhado às ações para a revitalização do centro de Vitória e para a construção de uma relação próxima entre o porto e a comunidade. Temos um porto vivo que, a cada dia, a partir de um trabalho sério e coordenado, se torna mais dinâmico, moderno e atento às questões de sustentabilidade, responsabilidade social e governança”, destaca Ilson Hulle, diretor-presidente da VPorts, informando que a parceria que viabilizará o museu na área do Porto é o quinto contrato assinado pela VPorts em 14 meses de concessão.

Segundo ele, a instalação do museu também está conectada a um dos projetos de melhoria e recuperação da estrutura que vem sendo desenvolvido pela VPorts. São diversas iniciativas focadas na modernização da operação e da estrutura, incluindo a recuperação dos cinco armazéns e dos prédios da área do porto.

Sobre o Museu Vale

Em seus 25 anos de história, o Museu Vale já realizou 53 grandes exposições e recebeu mais de 2,2 milhões de visitantes.

Desde o início deste ano com ações extramuros, o museu tem alcançado novos públicos – chegando a praças, parques, novos espaços e a cada vez mais pessoas através de intercâmbios e troca de conhecimento.

Atualmente, o Museu Vale realiza a exposição “De Onde Surgem os Sonhos | Coleção Andrea e José Olympio Pereira”, no Palácio Anchieta. Além das exposições, o museu segue suas ações de arte-educação em escolas públicas do estado, no Parque Botânico Vale, em Vitória, e na Reserva Natural Vale, em Linhares.

A atuação do museu se conecta ao Instituto Cultural Vale, que desde a sua criação, em 2020, está presente em mais de 70 projetos patrocinados, autorais e colaborativos em todo o Espírito Santo, como a Festa da Penha, o Festival de Cinema de Vitória, o CineMarias e o Pocar Festival de Cultura.

O Instituto Cultural Vale conta ainda com o Vale Música Serra, criado em 2000, que promove ações de educação musical para estudantes da rede pública do Espírito Santo. O projeto, em funcionamento na Estação Conhecimento Serra, conta com diversos grupos de referência, como orquestra, camerata jovem, banda sinfônica, coral infantil, coral jovem e jazz band.  

Sobre a Vports – o novo porto de Vitória

Primeiro e único porto privatizado do Brasil, após desestatização em setembro de 2022, a Vports – o novo Porto de Vitória – é a autoridade portuária responsável pela administração dos terminais de Vitória, Vila Velha e Barra do Riacho.

Ao todo, são mais de 8 milhões de toneladas movimentadas anualmente, mais de 1,35 milhão de m² de áreas disponíveis e 450 mil de capacidade estática de armazenagem. Considerado um porto multipropósito pela diversificação de cargas, a Vports integra todos os modais e conecta pessoas, projetos e empresas.

Ao assumir a gestão do Porto de Vitória, a VPorts se comprometeu em realizar uma série de projetos de infraestrutura e superestrutura portuária, que somam investimentos de R$ 130 milhões, incluindo a reforma dos armazéns, a recuperação da ferrovia e de dois berços em Capuaba, entre outras iniciativas.